Baixar plugin do Flash
Notícias
Português
Noely Landarin (PR)

25/04/06 - Prova de Português – Fundação Carlos Chagas - DICAS

Olá, caríssimos, tudo bem?
     Com o intuito de colaborar com vocês que farão concursos promovidos pela Fundação Carlos Chagas, resolvi estudar várias provas e , nessa minha empreitada, verifiquei que há muitas questões recorrentes. Portanto, atrevo-me a afirmar que a prova de Língua Portuguesa é “previsível”, razão pela qual vou passar algumas dicas, interessantes aos concursandos, de como resolver algumas questões. Por exemplo, orientar alguns comandos de questão que não se apresentam muito claros. Para isso, valho-me de questões de provas realizadas em 2005/2006 da FCC.
     São assuntos comuns em todas as provas: compreensão e interpretação de textos, ambigüidade, articulação de orações com o uso de relatores, coesão textual, análise de redações (períodos corretos), substituição de segmentos sublinhados (explorando vocabulário, pronomes, conjunções, pronomes relativos), articulação entre tempos verbais, concordância verbal e nominal, crase, regência, vozes verbais, ortografia e emprego de palavras, pontuação.
 
O trabalho será dividido em duas etapas: Parte I e Parte II
 
PARTE I
 
Modelos de questões de compreensão e interpretação de textos
      Normalmente os textos são longos (em média 5 parágrafos), dependendo do número de questões, há mais de um texto.
 
1.  (TCE-MA/2005) A frase que resume corretamente o texto é:
 
DICA: Todo texto apresenta sua idéia principal com palavras-chave no primeiro parágrafo, .Ex.: [“... a seca na Amazônia ganha alguns contornos de novidade que se dissipam no longo curso da história da região...] ... [De acordo com o meteorologista Pedro Dias, do INPE, a atual redução das chuvas se encaixa no padrão de ciclos observado na Amazônia no último século}”  Esse é o tópico frasal do 1º período.
* No 2º parág. “[ Nos anos 40, 50 e 60 choveu menos na Amazônia. Nas três décadas seguintes, as chuvas aumentaram. Agora, no início do século XXI, a região pode estar começando um novo ciclo de 10% a 15% a menos de chuva...]”
 
     Os parágrafos subseqüentes (total 5) continuam a argumentação , não perdendo de vista a palavra seca novo ciclo.
 
Voltando ao enunciado do TCE – a frase que resume o texto:
a)     Efeito estufa determina escassez de chuvas na Amazônia.
b)     Seca dá início a novo ciclo, diz especialista.
c)     2005 é o ano da maior seca em toda a região amazônica.
d)     Desmatamento na Amazônia determina o aquecimento global.
e)     Meios de comunicação mascaram conseqüências da seca na Amazônia.
 
Resposta: A frase que resume o texto deve conter o tópico frasal e a palavra-chave.
Como você é esperto, marcou a alternativa B. Seca dá início a novo ciclo, diz especialista.
 
Outra dica: quando você for ler o texto, sublinhe as informações básicas (sujeito+predicado+complemento), indispensáveis em cada parágrafo e perceberá que a idéia central ou a frase que resume estará já no primeiro parágrafo, será retomada       (mesmo que de forma implícita) nos parágrafos de desenvolvimento e será reafirmada no último parágrafo.
 
2. (TCE-MA/2005) Aponta-se no texto relação de causa e conseqüência entre os segmentos:
 
DICA: para se descobrir a causa, faz-se a pergunta: por quê? E para encontrar a conseqüência, faz-se a pergunta:o que acontece em razão disso?
Portanto: Causa(motivo, justificativa – vem antes) – conseqüência (resultado – vem após).
 
Voltando ao enunciado: relação de causa e efeito
Resposta A
a) Com os agravantes do desmatamento e do aquecimento global / a seca na Amazônia ganha alguns contornos de novidade.
 
Eis a resposta: está claro que os agravantes do desmatamento(causa)tem como conseqüência ... a seca .... ganha alguns contornos de novidade.
 
3. (BACEN –analista/2006) Considere as seguintes afirmações:
     I. Tomando como ponto de partida um comentário de outro jornalista sobre um fato recente da época, o autor dispõe-se a compreender esse fato à luz de uma expressão de Marx – “Cidadãos descartáveis” - ,que já previa o processo migratório de trabalhadores no século XX.
 
     II. A expressão “acumulação primitiva é considerada pelo autor como inteiramente anacrônica, incapaz, portanto, de sugerir qualquer caminho de análise do neoliberalismo contemporâneo.
 
     III. Acredita o autor que na base do mundo moderno, do ponto de vista econômico, está o fim do feudalismo, está a transformação dos servos feudais em trabalhadores que precisavam vender sua força de trabalho.
 
Em relação ao texto está correto SOMENTE o que se afirma em:
a)     I
b)     II
c)     III
d)     I e III
e)     II e III
 
DICA: procure, por eliminatória, ler as afirmações que são mais citadas nas alternativas – no caso é o item III (alt. c), d) , e)
Após a leitura concentrada e assinalada do texto, verifica-se que no 3º parágrafo do texto está escrito “Para que ganhássemos, nosso mundo moderno, foi necessário, por exemplo, que os servo feudais fossem ,à força, expropriados do pedacinho de terra que podiam cultivar para sustentar-se. Massas inteiras se encontraram, assim, paradoxalmente livres de servidão, mas obrigadas a vender seu trabalho para sobreviver”
 
Portanto esse trecho comprova a afirmação III, podendo ser eliminadas as altern. a) e b)
 
No início do 2º parág. Está escrito : “Elio Gaspari propunha um termo para designar esse povo móvel e desesperado: ‘os cidadãos descartáveis’. “
 
Portanto não foi Marx que usou a expressão “Cidadãos descartáveis”.
O gabarito da questão é letra C. III
    
Ainda no 2º parág. há o período: “São palavras de Marx, quando ele descreve a “acumulação primitiva”, ou seja, o processo que, no século XVI, criou as condições necessárias ao surgimento do capitalismo” no início do 6º parág. {As condições para que o capitalismo invente sua versão neoliberal são subjetivas]”
    
A Afirmação II “ A expressão “acumulação primitiva é considerada pelo autor como inteiramente anacrônica,...” contraria as passagens do texto, eliminando tal afirmativa.
 
Essa é uma dica que pode ser utilizada para rapidamente eliminar as erradas ou marcar as certas.
 
Caríssimos, as questões de interpretação(deduz-se / infere-se do texto) ou de compreensão (de acordo com o texto) não fogem desse padrão.
 
Modelo de questão de Ambigüidade(duplo sentido)
(TRT 11ª região / 2005) A frase em que NÃO há ambigüidade de sentido é:
a)     Esse é o tipo de técnico de um time que ninguém deseja que se torne campeão.
b)     Ele é o autor do romance que faz enorme sucesso junto ao público feminino.
c)     A razão que ela me deu para ingressar em sua associação só me fez desconfiar ainda mais dela.
d)     Gostaria que você consultasse sua mãe, antes de ceder sua chácara por ocasião da nossa formatura.
e)     Quando ela me entregou a carta, percebi logo que as notícias não deviam ser as mais alvissareiras.
 
DICA: o pronome relativo que refere-se ao termo anterior, se houver dois referentes, causa duplo sentido. Os pronomes sua, dela refere-se à terceira pessoa, pode causar ambigüidade. Os termos grifados, em cada alternativa, não deixaram clara a idéia.
 
Resposta correta, letra E.
 
Modelo de questão de articulação de orações com o uso de relatores
1. (TCE-MA/2005)
Savana caracteriza-se por vegetação rasteira e pequenas árvores ao estilo do cerrado.
 
A longa duração de períodos de seca impede o desenvolvimento de vegetação abundante.
 
A prática excessiva de queimadas provoca o surgimento das savanas.
 
As frases acima articulam-se num único período, com lógica, correção e clareza, em:
 
DICA: verifique a relação de sentido que as orações têm entre si, pode ser de causa, conseqüência, fim, oposição, enfim, há várias possibilidades de a banca cobrar esse tipo de questão, exigindo o uso de conjunções (subordinativa ou coordenativa), pronomes relativos, ou simples orações justapostas (coordenadas assindéticas) . O mais importante é grifar as palavras-chave do enunciado.Portanto para atingir o objetivo da questão, você deve atender aos três itens: lógica, correção (sem erro gramatical) e clareza (com sentido)
 
Resposta C – confira se o período composto atendeu aos três quesitos.
      A prática excessiva de queimadas provoca o surgimento das savanas, área de vegetação rasteira e pequenas árvores ao estilo do cerrado, características de regiões em que a longa duração de períodos de seca impede o desenvolvimento de vegetação abundante.
 
     As demais alternativas não atenderam ao objetivo da questão.
 
2.( TRT-11ª região/2005) Atente para as seguintes frases:
     I. Retirei da biblioteca um romance de sucesso.
    
     II. A leitura do romance não me empolgou.
 
     III. Ao devolvê-lo, comentei minha impressão com a bibliotecária>
 
Resposta C
      Não me empolgou a leitura do romance de sucesso que retirara da biblioteca, e ao devolvê-lo comentei com a bibliotecária essa minha impressão.
 
DICA: esse tipo de questão é quase obrigatória na FCC; muitas vezes, pode-se iniciar eliminando as construções absurdas, que não conferem com a norma (nem com seu ouvido): em cuja não conseguiria, devolvê-lo com a bibliotecária...
 
Modelo de questão de emprego da vírgula
1. (TCE-SP/2005)
I.                   Os jovens da França, que se sentem marginalizados, incendeiam automóveis nas ruas.
II.                 A lógica da globalização, que espolia os mais fracos, é fria e calculista.
III.              Inútil tentar apagar as fogueiras , que continuarão a se alastrar.
 
A supressão das vírgulas alterará o sentido de:
 
DICA: sempre que houver pronome relativo (que=o qual), quem, cujo, onde – haverá oração subordinada adjetiva (restritiva ou explicativa) o que diferencia uma da outra é a presença da vírgula. Ex.; as restritivas não podem vir isoladas por vírgulas (Pedra que rola não cria limo) elas são indispensáveis à O.Principal, caberia vírgula apenas no final (facultativa). As explicativas são sempre separadas por vírgula, pois são mera explicação da O.P. e pode ser dispensada no período (Brasília ,que é capital do Brasil, foi fundada em 1960. Percebe-se que as orações adjetivas – sem o QUE e o VERBO (capital do Brasil)constitui um aposto- termo acessório.
 
Voltando à questão, nos três períodos há pronomes relativos: com a supressão da vírgula , ocorrerá alteração semântica (de sentido) e sintática (muda a classificação) nas orações.
 
Gabarito A : I, II e III.
 
2. (TRE-MG/2005) A supressão da)s) vírgula(s) implicará alteração de sentido na frase:
a) Ao longo das últimas décadas, as obras de Umberto Eco vêm ganhando mais e mais respeitabilidade.
b) Umberto Eco homenageia os cientistas, que combatem o obscurantismo fundamentalista.
c) O grande pensador italiano, Umberto Eco, homenageia em seu texto a atitude de um grande cientista.
d) Na atitude de Stephen Hawking, há uma grandeza que todo cientista deveria imitar
e) Não há como deixar de reconhecer, no texto de Umberto Eco, uma homenagem a Stephen Hawking.
 
DICA: adjunto adverbial antecipado ou intercalado pode ocorrer sem vírgula – no caso do intercalado, há duas opções: colocam-se as duas vírgulas ou nenhuma. (altern. a), d) e e); na altern. c) ocorre um aposto – vírgula obrigatória, MAS SUA AUSÊNCIA NÃO IMPLICA ALTERAÇÃO DE SENTIDO.
 
Gabarito: B.” ... os cientistas, que combatem...” – que – pron. relativo
    
Modelo de questão de Concordância Verbal
 
1.     (TRT-13ª região/ 2005) Quanto à concordância verbal, a frase inteiramente correta é;
a)     Não costumam ocorrer, em reuniões de gente interessada na discussão de um problema comum, conflitos que uma boa exposição dos argumentos não possam resolver. (deveria se POSSA)
b)     Quando há desrespeito recíproco, as razões de cada candidato, mesmo quando justas em si mesmas, acaba por se dissolverem em meio às insolências e aos excessos. (deveria ser ACABAM por se dissolver)
c)     O maior do paradoxos das eleições, de acordo com as ponderações do autor, se verificariam nos caminhos nada democrático que se trilha para defender a democracia.(deveria ser VERIFICARIA)
d)     Quando se torna acirrado, nos debates eleitorais, o ânimo dos candidatos envolvidos, é muito difícil apurar de quem provém os melhores argumentos.(deveria ser PROVÊM )
e)     Insatisfeitos com o tom maniqueísta e autoritário de que se valem os candidatos numa campanha, os eleitores franceses escolheram o que lhes pareceu menos insolente.
 
DICAS: nas questões do concordância verbal, fazem-se as perguntas: O quê? ou Quem? Antes do verbo para descobrir o sujeito e concordar com ele.
CUIDADO: normalmente as orações apresentam-se de forma inversa – e o sujeito está no final; quando o sujeito é oracional, o verbo da oração principal deve ficar no singular; os verbos impessoais: haver= existir ; fazer= tempo/temperatura ; verbos de fenômeno não têm sujeito- portanto ficam somente no SINGULAR (regra válida para seus auxiliares) CUIDADO : verbos derivados de ter e vir, no presente, usa-se acento agudo – no singular e circunflexo – no plural: ele contém / eles contêm // ele advém / eles advêm
Verbos que dobram o EE no plural: LER/DAR/CRE/VER
Atenção: Não existe sujeito preposicionado : O fato dele exportar mais –errado
O fato de ele exportar mais - correto
 
 
Voltando à questão:
Na altern a) POSSAM não concorda com uma boa exposição
Na altern b) ACABA não concorda com as razões de cada candidato
Na altern. c) VERIFICARIAM não concorda com O maior do paradoxos das eleições,
Na altern d) PROVÉM não concorda com os melhores argumentos.
 
Gabarito: E
 
2.     (TRT-11ª região/2005) As normas de concordância estão inteiramente respeitadas na frase:
a)     Configura-se nas freqüentes invasões dos escritórios de advocacia o desrespeito a prerrogativas constitucionais.
b)     Não cabem às autoridades policiais valer-se de ordens superiores para justificar a violência dessas invasões.
c)     Submetido com freqüência a esse tipo de constrangimento, os advogados se vêm forçados a revelar informações confidenciais de seus clientes.
d)     Tem ocorrido, de uns tempos para cá, inúmeras entradas forçosas da polícia em escritórios de advocacia.
e)     Se não convêm cumprir determinadas medidas, cabe aos advogados recorrer às instâncias superiores da justiça.
 
DICA: 1º passo: grifar os verbos e procurar o sujeito , para verificar a flexão se é singular ou plural
2º passo: fazer a pergunta: o quê? Ou quem? Antes do verbo.
 
Voltando à questão:
Na altern b) valer-se de ordens superiores é sujeito oracional, portanto deveria ser
CABE.
Na altern. c) sujeito os advogados, deveria ser  submetidos e o verbo é VER- VÊEM
Na altern d) sujeito inúmeras entradas forçosas portanto deveria ser TÊM ocorrido,
Na altern e) sujeito oracional - cumprir determinadas medidas , portanto o verbo deveria ser CONVÉM.
 
Gabarito: A
 
         Caríssimos, desejo que essas informações, em forma de DICAS, tenham servido para esclarecer alguma dúvida , mas o objetivo mesmo é mostrar o perfil das provas da FCC.
        As DICAS não terminaram, ainda preciso mostrar outras questões, relativas a Vozes do Verbo, Flexão Verbal, Pronomes Relativos e outros assuntos.
Aguardem a PARTE II.
         Um abraço.
           Noely Landarin (professora de Língua Portuguesa e Redação)

Os conceitos e opiniões veiculadas nos textos são de responsabilidade exclusiva do autor.